NOSSAS IDÉIAS E ATITUDES TÊM UM PAPEL: TRANSFORMAR A REALIDADE!

Create your own banner at mybannermaker.com!

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

DISFUNÇÃO ERÉTIL, POR QUE NÃO ASSUMIR E BUSCAR TRATAMENTO?

 Image Dreamstime

Entre diversas patologias existentes o diabetes é uma das doenças crônicas que frequentemente causa a disfunção erétil por causar um processo inflamatório nas artérias e arteríolas do corpo. Por isso, geralmente o paciente diabético apresenta problemas circulatórios não só no pênis (artérias pequenas) como em outras artérias de maior porte (pernas, rins, etc).
Homens portadores do diabetes sofrem de disfunção erétil de 5 a 10 anos antes daqueles que não fazem parte desse grupo.
Segundo pesquisas 10% dos homens entre 40 e 70 anos de idade sofrem de disfunção erétil porém apenas 30% dessas pessoas buscam ajuda de um profissional médico, talvez pela dificuldade em assumir seu problema (machismo).
O pênis só inicia o processo de intumescimento mediante algum tipo de estímulo onde o cérebro é acionado mandando a mensagem para vasos, nervos e músculos e os corpos cavernosos se enchem de sangue, as veias internas são comprimidas evitando assim a saída do sangue e então acontece a ereção. Esse processo ainda conta com a ajuda da testosterona.
A eventual perda de ereção não é reconhecida como disfunção erétil.
A disfunção pode ser de diversos tipos:
- psicogênica (psicológica) - experiência anterior que não tenha sido bem sucedida, dor às relações sexuais,  falta de orgasmo, ejaculação precoce ou retardada, fobias sexuais, ansiedade, culpa, depressão, infidelidade, síndrome de viúvo, falta de atração pela parceira
- física
. diabetes, arteriosclerose, câncer, lesões neurológicas, neuropatia diabética, esclerose múltipla, trauma medular, prostatectomia radical
. hormonal - hipoandrogenismo primário ou secundário
. neurológica - neuropatia diabética, esclerose múltipla, trauma medular, prostatectomia radical
. vascular - arteriosclerose, trauma
. drogas - álcool, maconha, cocaína, heroína, barbitúricos, anti-depressivos
A disfunção erétil tem tratamento aliando-se técnicas medicamentosas à terapêuticas.
Portanto, por que não assumir e buscar tratamento?
Essas informações têm  objetivos meramente informativo e educacional. Para fins de orientação médica e diagnóstico procure um profissional para o devido tratamento.


Nenhum comentário: