NOSSAS IDÉIAS E ATITUDES TÊM UM PAPEL: TRANSFORMAR A REALIDADE!

Create your own banner at mybannermaker.com!

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

DIAMANTE ROSA, MAIS UMA TENTATIVA FRUSTRADA PARA SOLUCIONAR A FALTA DE LIBIDO DA MULHER.

Photo Dreamstime/Dydee

Foi reprovado por unanimidade pelo comitê do  FDA (Food and Drug Administration) - agência dos USA que regula alimentos e remédios, a droga flibanserina, (antidepressivo que promete agir nas substâncias químicas do cérebro envolvidas com o desejo sexual) cujo nome fantasia é girosa, ou "diamante rosa" - viagra feminino, como está sendo popularizado.
Ela vinha com a promessa de ajudar as mulheres com o problema da falta de libido, que não atingiram a menopausa.
Diferentemente do uso do viagra pelo homem, o "diamante rosa" atuaria diretamente no desejo das mulheres enquanto o "comprimido azul" atua na fase de excitação masculina, devendo ser tomado uma hora antes da relação sexual.
Especialistas brasileiros mostravam-se preocupados quanto a eficácia e as consequências do uso dessa droga e na pesquisa feita nos USA houve queixa de depressão, fadiga, tontura e outros problemas por parte das mulheres que fizeram uso da mesma.
As indústrias farmacêuticas têm investido na busca de uma droga que possa melhorar a vida sexual das mulheres e isso renderia bilhões de dólares assim como aconteceu há 12 anos atrás com o Viagra.
Segundo alguns sexólogos precisa-se entender que a mulher pode ter uma relação sexual com grande prazer, sem ter tido nenhum orgasmo ao mesmo tempo que pode ter orgasmo, sem ter o menor prazer na relação ou sem ao menos ter tido a relação sexual.
Ou seja, o prazer é visto de forma diferente por homens e mulheres; para eles funciona dessa forma:
relação sexual + orgasmo + ejaculação = prazer.
Existem mulheres que nunca tiveram um orgasmo quando tendo relações sexuais com seus parceiros porém, conseguem tê-lo através da masturbação.
Uma relação sexual deve seguir as etapas necessárias para que tanto a mulher quanto o homem sintam-se excitados o que, no caso feminino, causa uma maior lubrificação e com isso causa um alargamento e alongamento da vagina o que proporciona ao homem maior prazer e a mulher também.
Vai aqui um lembrete: que o ato sexual seja sempre feito de forma segura tanto para o homem quanto para a mulher para que sejam evitadas doenças sexualmente transmissíveis (DST) e risco de gravidez.
Essas informações têm  objetivos meramente informativo e educacional. Para fins de orientação médica e diagnóstico procure um profissional para o devido tratamento.


Nenhum comentário: