NOSSAS IDÉIAS E ATITUDES TÊM UM PAPEL: TRANSFORMAR A REALIDADE!

Create your own banner at mybannermaker.com!

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

DISFUNÇÃO ERÉTIL? FAÇA O TESTE E DESCUBRA!

                                                      Image Dreamstime

Muitas pessoas têm chegado ao nosso blog utilizando nos recursos de busca a palavra "impotência sexual" e achamos que seria bom falar um pouco mais sobre esse assunto.
Antes de mais nada, responda a esse pequeno teste (Questionário Internacional de Índice de Impotência - IIEF):


A - Como está sua segurança em atingir e conseguir uma ereção?
. Muito baixa (1)
. Baixa (2)
. Moderada (3)
. Alta (4)
. Muito Alta (5)
B - Quando tem uma ereção com estímulo sexual, quantas vezes a ereção é firme o suficiente para a penetração?
. Sem atividade sexual (0)
. Quase nunca ou nunca (1)
. Algumas vezes (menos da metade das vezes) (2)
. Algumas vezes (3)
. A maioria das vezes (mais da metade das vezes) (4)
. Quase sempre ou sempre (5)
C - Durante a relação sexual, com que frequência consegue manter a ereção após penetrar a parceira?
. Não consegue atividade sexual (0)
. Quase nunca ou nunca (1)
. Algumas vezes (menor da metade das vezes) (2)
. Algumas vezes (3)
. A maioria das vezes (mais da metade das vezes) (4)
. Quase sempre ou sempre (5)
D - Durante a relação sexual, quanto foi difícil manter a ereção para completar o ato sexual?
. Não consegue atividade sexual (0)
. Extremamente difícil (1)
. Muito difícil (2)
. Difícil (3)
. Um pouco difícil (4)
. Não foi difícil (5)
E - Quando tentou relação sexual, com que frequência a mesma foi satisfatória?
. Sem atividade sexual (0)
. Quase nunca ou nunca (1)
. Algumas vezes (menos da metade das vezes) (2)
. Algumas vezes (3)
. A maioria das vezes (mais da metade das vezes) (4)
. Quase sempre ou sempre (5)

Agora, some seus pontos. Caso sua pontuação seja igual ou menor que 21 você mostra sinais de disfunção erétil e vale a pena consultar um especialista para que possa dar início a um tratamento e com isso ganhar qualidade de vida sexual com sua parceira e aumentar sua auto-estima.
O papel da companheira nesse momento é muito importante, encorajando seu parceiro a buscar ajuda profissional, abrindo-se ao diálogo e dando o apoio necessário na busca por solução.

Alguns sintomas caracterizam a disfunção erétil:
- dificuldade para conseguir ou manter a ereção (uma em quatro vezes dos atos sexuais) bem como maior demora em alcançá-la
- perder a ereção em determinadas posições bem como ao usar preservativo
- alcançar o orgasmo/ejacular em um curto espaço de tempo ou com o pênis não totalmente ereto
A "DE" (Disfunção Erétil) pode estar ligada a algumas patologias:
- problemas coronarianos
- diabetes mellitus dentre outras

Erroneamente, algumas pessoas acham que o álcool é estimulante da ereção. Quando ingerido em pequena dose existe um estímulo sexual porém, em doses maiores, os músculos entram em processo interno de relaxamento causando danos à ereção.
Assim como o álcool, o tabagismo, taxa de colesterol elevada, drogas, efeitos colaterais cirúrgicos, de medicamentos e traumas, idade, obesidade, contribuem para a dificuldade de ereção.
Com o avançar da idade (entre 40 e 55 anos) o homem alcança a andropausa e alguns sintomas aparecem devido à diminuição do nível de testosterona:
- aumento da gordura abdominal
- dificuldade para dormir
- alterações do humor/nervosismo
- diminuição da libido
- perda de memória
- diminuição da qualidade das ereções/ejaculação precoce
- doenças cardiovasculares/osteoporose
Mas através de exames é possível verificar a andropausa (índice de testosterona, espermograma, toque, densitometria óssea, ecografia de próstata e abdômen).
Quando confirmado o diagnóstico e de acordo com a conduta médica existem diversos tipos de tratamento que melhoram significativamente os efeitos apresentados.
Portanto, não deixe que tabús e preconceitos lhe impeçam de buscar a solução para um problema mais comum do que você imagina e que afeta milhões de homens, assim como você!
Essas informações têm  objetivos meramente informativo e educacional. Para  fins  de   orientação  procure o profissional adequado para o devido esclarecimento.

Nenhum comentário: